MENU

 Revisão >> Revisão das principais matérias do Vestibular
Revisão de História
 
As Independência na América Latina

 

 

As Independências na América Latina

O processo de Independência na América Latina, não ocorreu de forma homogênea para todos. 
Há locais onde a luta foi mais intensa e outros onde simplesmente seguiu –se os resultados já alcançados. Iniciaremos nosso estudo pelo México.
No México, a primeira tentativa de emancipação ocorreu em 1810, um movimento que inicia-se nas massas populares. 

Foi liderado por Miguel Hidalgo, o padre Morellos e Vicente Guerrero, lutavam por reformas sociais, propondo: o fim da escravidão, a igualdade de direitos e a condenação da aristocracia e altos funcionários.

Em 1821, Agustin Itúrbide, alia-se a Guerrero, formulando o “Plano de Iguala”, que proclamava a independência do México, que tinha como metas: igualdade de direitos, a supremacia da religião católica, o respeito a propriedade e um governo monárquico. 

A coroa foi oferecida a Fernando VII. 
Em 1822 no entanto, Itúrbide proclama-se imperador, sendo deposto logo a seguir num levante republicano. Em 1824, o México torna-se efetivamente independente.

A América Central, unida inicialmente ao México, proclama sua independência em 1824 formando as Províncias Unidas da América Central, essa unidade, contudo durou pouco, por pressões inglesas e norte- americanas que fragmentaram a região.

No Panamá inicialmente território Colombiano, nota-se que a independência partiu de interesses americanos de construir um canal sob seu domínio, com as objeções colombianas, os ricaços da região aliam-se aos EUA contra a Colômbia e declara-se independente, fazendo um acordo com os EUA autorizando-os a construir o canal e manter a independência do novo Estado.


São Domingos, proclama sua independência em (30-11-1821) sem violências nem sangue derramado. Unindo-se a república da Grande Colômbia, fundada por Bolívar em 1820. 


Durou pouco sua independência, o antigo São Domingos espanhol foi invadido e submetido pelas tropas do Haiti. 
Em 1824 uma conspiração de”Brancos” que eram maioria proclamaram a independência. Em 1861 São Domingos solicita a reincorporação à Espanha, em 1865 os espanhóis retiram-se definitivamente e São Domingos torna-se independente.

No Haiti, a revolução inicia-se em 1791, tendo à frente o líder negro Toussaint- Louverture, e como pano de fundo a insurreição dos escravos. 
Em 1803 Napoleão envia seu cunhado Leclerc, que prende o líder revolucionário que morre em uma prisão na França. Jean Jacques Dessalines derrota os franceses e proclama a independência e a república em 1804. 

Jean, declara –se imperador e morre assassinado em 1806, inicia –se uma guerra civil,em 1820 o país unifica-se sob governo republicano.Em Cuba, há uma pressão na Espanha pela independência da ilha. Não aceita pela elite que lucra com a economia vigente e prosseguem na repressão. 

Os EUA manipulam a economia da ilha. 
Em 25 de novembro de 1897 a coroa espanhola outorga –lhe autonomia,1899 a bandeira espanhola é substituída pela norte-americana.

Na Venezuela em1811 o congresso geral proclama a independência, Miranda é investido de plenos poderes, em 1812 é derrotado pelos espanhóis, 1813 Simon Bolívar chefia guerrilhas e toma Caracas, o movimento é derrotado e Bolívar foge, 1817, Bolívar retorna, toma a Venezuela e instala um governo provisório. 

Na Colômbia, o Vice- Rei convoca um cabildo aberto em 20 de julho de 1810 e proclama a primeira ata da independência, as lutas tem uma tendência centralista com Narinõ no poder e uma oposta federalista. A uma reação dos partidários da coroa e a guerra irrompe-se.

A guerra civil destroça os colombianos, os interesses regionais prevalecem sobre os da independência, em 1813, proclama –se a independência absoluta. Bolívar apoiado pelos EUA e pela Inglaterra organiza um exército e liberta a Colômbia em 1819.


No Equador, em 1820 civis e militares proclamam em Guaiaquil a emancipação política. Em 1821 chega um enviado de Bolívar, oferecendo ajuda militar. Em Quito, contudo, continua firme o poder espanhol, Bolívar pretendia com seu auxilio a anexação de Quito e Guaiaquil à Colômbia. Em janeiro de 1822, fica definitivamente assegurada a independência do Equador.

Na Argentina, em 1810 uma rebelião destitui o vice- rei do Prata, em 1814 uma repressão do exército espanhol derrota os criollos.
San Martin organiza guerrilhas, em 1816 o congresso de Tucumán proclama a independência da Argentina. 


O Uruguai, inicia a recuperação de sua terra ocupada pelas tropas luso-brasileiras em abril de 1825.Em 14 de junho de 1825 instala-se o governo provisório da Província Oriental do Rio do Prata. 

A 25 de agosto os orientais votam sua independência do Brasil e a imediata incorporação às províncias Unidas do Rio do Prata. Inicia-se a guerra entre Brasil e Argentina. A Inglaterra intervem e Brasil e Argentina abandonam o Lado Oriental, e este torna-se independente.

Na Bolívia, em 25 de outubro de 1809 grupos revolucionários são executados, lutas vão suceder-se entre exércitos e guerrilheiros.
Em 1817, fracassa a última expedição enviada ao Alto Peru.
Em 1822, um grupo de patriotas declara-se independente.
Em 1824, Bolívar elimina totalmente as tropas realistas no Alto Peru.
Em 5 de julho de 1825, inaugura-se sessões no congresso do Alto Peru, rejeita-se a idéia de anexar-se ao Peru.


Em 6 de agosto de 1825, declara sua independência criando a república boliviana.
Em 1826, Bolívar confirma que o congresso peruano havia reconhecido a independência da Bolívia.
Chile, 1810 revoltosos, liderados por José Miguel Carrera dominam grande parte do país.


Em 1813-1815 o vice rei do Peru reprime os movimentos revoltosos.
San Martin organiza um exército, em 1817 inicia a marcha libertadora, em fevereiro acabaria definitivamente o poder realista, ao completar um ano de batalha de Chacabuco, o Chile proclama sua independência à 12 de fevereiro de 1818.


Peru inicio em 1805, princípio de conjuração, proclamar Gabriel Aguilar como,Inca peruano,os conjurados pagam com a vida.
Nova conspiração em 1809 sem sucesso.
20 de junho de 1811, primeiras ações que resultariam na independência ( tomada de Tacna).


1812, Juan José y Castilho apodera-se de uma província.
1813, atos de revolta contra a inquisição, assaltos à prisões.
1814, cria-se uma junta de governo ( Brigadeiro Mateo Garcia Pumacahua ) ocupam La Paz.


1820, ano decisivo para a libertação um exército encabeçado por San Martin e Bolívar marcha contra Quito.
1821, entra em Lima os primeiros soldados, San Martim proclama a independência, em 28 de junho.


Paraguai, uma junta governativa de Buenos – Aires é enviada ao Paraguai para assegurar a supremacia sobre a região. 


Todavia, os paraguaios, recusando-se a aceitar a dominação de Buenos –Aires, foram as armas, lutaram e venceram a guerra, declarando a independência em maio de 1811. 
O Dr, Gaspar Francia instalou uma ditadura de cunho isolacionista.

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

VestibularWeb - O Site de dicas, notícias e novidades de vestibular pra vc! Desde 07/2000

Topo

.