MENU

 Revisão >> Revisão das principais matérias do Vestibular
Revisão de Português
 
Saiba mais!

 

Saiba mais!

Essas palavras são masculinas ou femininas?

1) Tomei “uma” champanhe “deliciosa”.

Segundo o dicionário Aurélio Champanhe é um "vinho espumante, branco ou rosado, fabricado na região de Champagne (França), ou de igual tipo mas de outra procedência". Portanto, champanhe é masculino, então o correto é dizer:

• tomei um champanhe delicioso.

2) Comprei “duzentas” gramas de queijo e um envelope de vitamina C de “duas” gramas.

Grama, unidade de massa, é um termo masculino. A planta chamada grama é que é feminina. Então o correto é dizer:

• comprei duzentos gramas de queijo e um envelope de vitamina C de dois gramas.

3) Fiquei com “uma” dó do menino que caiu.

Dó também é uma palavra masculina. Então o correto é:

• fiquei com um dó do menino que caiu.

Dúvidas comuns.

1) O sinal gráfico * se chama asterístico ou asterisco?
A resposta correta é asterisco.

Observe que o sinal parece uma pequena estrela, um pequeno “astro”. O diminutivo de astro é asterisco, assim como o diminutivo de chuva é chuvisco. 
Você já ouviu alguém dizer chuvístico? 
Então, esqueça o “asterístico”.

2) Meio chata ou meia chata?
Quando a palavra “meio” se referir a um adjetivo, ela não varia.

Segundo o dicionário Aurélio adjetivo é a palavra que modifica o substantivo, indicando qualidade, caráter, modo de ser ou estado: pessoa caridosa; boa casa. 
Então, o correto é dizer: meio chata.

Alguns erros comuns.

1) “Fazem oito meses que viajamos”. 

O correto é dizer: faz oito meses que viajamos. Quando utilizar o verbo “fazer” como indicação de tempo (no caso meses) mantenha-o no singular, pois ele não deve ser flexionado quando utilizado na forma impessoal. 
Lembre-se que o tempo pode ser medido, em segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, entre outras. Enfim, utilize o verbo “fazer” no singular para todas as formas de indicação de tempo. 

2) “Haviam muitos lugares vagos, quando chegamos”. 

O verbo “haver”, utilizado no sentido de “existir”, é impessoal, portanto, também é mantido no singular. Assim, o correto é dizer: havia muitos lugares vagos, quando chegamos. 

Nota: o verbo “existir” não é impessoal, pois ele concorda plenamente com o sujeito. Então, se você utilizasse, na frase acima, o verbo existir e não o haver, o correto seria dizer: existiam muitos lugares vagos, quando chegamos. 3) Cuidado, esse peixe tem "espinho". 

Espinho é um “órgão duro e pungente que em geral existe nas plantas”. Peixe tem espinha e não espinho. O correto é dizer: 
cuidado, esse peixe tem espinha.

4) A luz apagou, acho que queimou o “fuzil”. 

Fuzil é uma arma de guerra. O dispositivo de proteção de circuitos elétricos chama-se fusível.
a luz apagou, acho que queimou o fusível

5) Aquela casa é "germinada".

Germinado é o que germinou ou que foi gerado. Geminado é aquilo que tem partes duplicadas e justapostas. Então o correto é:
aquela casa é geminada.

6) Não gostei do "cabeçário" deste documento. 

O correto é dizer cabeçalho. Segundo o Aurélio, cabeçalho que dizer: título de jornal ou de outra publicação periódica, que compreende data, número, periodicidade, etc.; cabeço. 
não gostei do cabeçalho deste documento.

Fonte: 30pordia

 

<<< Voltar

 

 
 Página Principal

Fale Conosco | Anuncie Aqui | Cadastro | Notícias | Home



 

VestibularWeb - O Site de dicas, notícias e novidades de vestibular pra vc! Desde 07/2000

Topo

.